Museus

MASP

O Museu de Arte de São Paulo, fundado por Assis Chateaubriand em 1947 é atualmente considerado o mais importante museu de arte ocidental da América Latina. Desde 1968 está instalado num prédio de linhas retilíneas modernas, projetado por Lina Bo Bardi, tombado pelo Condephaat.

Possui um acervo com cerca de 4.000 obras entre pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, fotografias e objetos de desenho industrial que são expostas em rodízio dando uma mostra da história das artes plásticas a partir do fim da idade média.

 

Museu de Arte Moderna

O MAM, como é conhecido, possui em seu acervo mais de 4 mil obras de arte brasileira, desde o modernismo até a atualidade. Em sua maioria, são gravuras e objetos, além de pinturas e esculturas de Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Lygia Clark, Brecheret, Amilcar de Castro, Tomie Ohtake, Baravelli e outros artistas.

Do lado de fora, 25 esculturas que pertencem ao museu formam o Jardim das Esculturas, projeto de Burle Marx. Tem, também, biblioteca de arte, lojinha, bar e restaurante.

 

Pinacoteca do Estado

Seu acervo é formado por aproximadamente 5 mil peças, entre pinturas, esculturas, gravuras e desenhos de diversos artistas brasileiros. O prédio em estilo neoclássico foi idealizado por Ramos de Azevedo; possui biblioteca e livraria com volumes dedicados às artes.

 

Museu de Arte Contemporânea

O MAC conta com um acervo de cerca de 8 mil obras, que vão sendo expostas alternadamente. Tem Picasso, Braque, Matisse, Modigliani, Max Ernst, Fernand Léger, Kandinsky e Henry Moore, entre os estrangeiros, e os brasileiros Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Portinari, Anita Malfatti, Segall, Volpi, Victor Brecheret, entre outros. O museu se caracteriza por fazer exposições temporárias, tanto de obras do acervo como de artistas ainda não incluídos nele. A coleção está dividida em dois locais, mas a maioria dos trabalhos encontra-se na sede da USP, onde o museu oferece aos visitantes uma biblioteca e um centro de documentação.

 

Museu de Arte Sacra

Está localizado no Mosteiro da Luz, fundado e construído por Frei Galvão no século XVIII. O acervo do museu é composto por mais de 4.000 obras de arte religiosa. Em exposição estão cerca de 700 peças dos séculos XVII ao XX. Entre elas, cruzes e cálices em ouro, prata e pedras preciosas; altares, imagens, pias batismais e presépios, grande parte recolhida de antigas igrejas e capelas de São Paulo. São trabalhos de Aleijadinho, Frei Agostinho da Piedade, Anita Malfati, Benedito Calixto, entre outros.

Museu do Ipiranga

Seu nome oficial é Museu Paulista da USP. Está instalado num grande prédio de linhas neoclássicas. Seu acervo de mais de 125 mil peças, retrata principalmente o Brasil Imperial. Estão expostas uma cama que pertenceu à Marquesa de Santos, carruagens e bigas do século XVIII, armas, peças de indumentária, mobiliário, moedas, pintura, fotografia, porcelana e documentos referentes à história da sociedade brasileira.

 

Memorial do Imigrante

Certamente o mais importante espaço da cidade que reúne, preserva e expõe a documentação, memória e objetos dos imigrantes que aqui chegaram a partir de meados do século XiX. Ocupa parte da antiga sede da Hospedaria de Imigrantes, um imponente complexo de prédios construídos entre 1886 e 1888.

Além de visitar o acervo, o visitante pode fazer um passeio de Maria-Fumaça (opcional) nas redondezas do Memorial. Anualmente, no aniversário da cidade, acontece o Encontro de Carros Antigos, que reúne colecionadores e apreciadores de marcas famosas e raras de automóveis, uma “paixão nacional” desde os tempos de nossos avós.

 

Fundação Maria Luiza e Oscar Americano

O museu está instalado na mansão projetada pelo arquiteto Oswaldo Arthur Bratke que pertenceu ao engenheiro Oscar Americano. No seu acervo, obras de Di Cavalcanti, Portinari, Lasar Segall, Guignard e Clóvis Graciano. A Fundação oferece, ainda, cursos temporários sobre artes e um salão de chá com vista para o jardim.

 

Palácio dos Bandeirantes

Sede do Governo Paulista, conta com acervo artístico-cultural de cerca de 3.000 peças, destacando tapeçarias francesas dos séculos XVI e XVII, mobiliário, coleção de retratos dos governadores paulistas, um painel que conta a história da fundação de São Paulo e uma coleção de 300 pratos de porcelana de diferentes épocas, como algumas peças que pertenceram à Família Real Brasileira e à personalidades famosas. Na visita, podem ser vistos, ainda, o auditório, o mezanino, o Salão de Despachos e o Salão dos Pratos, onde acontecem algumas solenidades oficiais.

 

Casa das Rosas

Museu da Imagem e do Som

Museu da Casa Brasileira

Museu Lasar Segall

Museu Brasileiro da Escultura – MuBE

Museu de Arte Brasileira

Casa de Guilherme de Almeida

Museu Memórias do Bixiga

Museu da Imigração Japonesa

Museu dos Transportes Públicos